Na JMJ, Papa diversifica temas em dezenas de discursos


O papa Francisco realizou missa multitudinária para concluir a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no dia 27 de janeiro de 2019, no Metro Park, uma área ao ar livre na periferia da capital Cidade do Panamá, no Panamá. Segundo a organização da JMJ, cerca de 700 mil pessoas assistiram à última missa do pontífice antes do seu retorno ao Vaticano


     Nos cinco dias que esteve no Panamá, papa Francisco ofereceu uma dezena de discursos diante de centenas de milhares de pessoas, em atos com funcionários governamentais, diplomatas e bispos,  em visitas a um centro de menores e um lar para doentes de Aids. A corrupção, a transparência na administração pública e privada, a inclusão, o reconhecimento dos povos indígenas, a violência, os feminicídios e a migração estiveram entre os temas abordados pelo papa Francisco. 

     No discurso de encerramento da JMJ, o Papa pediu uma saída pacífica para a situação venezuelana, além de denunciar a crise interna da Igreja Católica, devido aos escândalo dos abusos sexuais. Além disso, ele expressou seus pêsames pela tragédia da barragem que se rompeu em Brumadinho, no Brasil, e soma até agora dezenas de mortos. Em todos os discursos, o Papa pediu que as novas gerações questionem, vejam o mundo desde uma perspectiva de comunidade e se transformem em "influenciadores" de Deus. 

     Papa Francisco pediu aos bispos da América Central que estejam perto do sofrimento de sua gente. Esta foi a primeira Jornada Mundial da Juventude realizada nesse continente. 


Em 2022, JMJ acontece m Portugal

     O Vaticano anunciou que o próximo país a sediar a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) será Portugal. A informação foi dada pelo cardeal Kevin Farrell, logo após o papa Francisco celebrar a missa de encerramento da JMJ no Panamá. A próxima edição ocorrerá em 2022, em Lisboa. Na missa final no Panamá, mais de 700 mil jovens assistiram ao discurso do Papa Francisco. O encerramento da JMJ ocorreu no Campo São João Paulo II, na capital do país, e  contou com a presença dos presidentes do Panamá, da Costa Rica, da Colômbia, da Guatemala, de Honduras, de Portugal e de El Salvador.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home