Grupo de oração e récita do rosário são mantidos há 15 anos

     Desde 1º de abril de 2004, todas às segundas-feiras, após a missa das 19h30, na capela da Paróquia São João Bosco, um grupo se reúne para rezar o terço e pedir a intercessão de Nossa Senhora para pessoas que sofrem com alguma doença, por desempregados, dependentes de drogas, pelos aflitos com os mais variados problemas, questões pessoais e também de suas famílias. 

     Este grupo nasceu após a notícia de que uma garota da paróquia estava com uma grave doença. A princípio, as preces eram em favor da jovem e da sua família. Com o passar do tempo, o grupo foi recebendo pedidos de outras pessoas que enfrentavam problemas e dificuldades. Atualmente, existe uma lista com mais de 200 nomes e pedidos de oração. Foram muitas as bênçãos recebidas no decorrer desse tempo.

     No encontro semanal, que ocorre ao som de uma música sacra bem suave, é promovida a intercessão em favor das pessoas que constam na lista, são atualizadas as informações, a leitura de uma passagem do Evangelho, reza-se o terço e o encerramento é feito com uma breve oração. O grupo é aberto para que quiser conhecer e participar. 


Na foto, grupo Nossa Senhora Auxiliadora, que se reúne todas às segundas-feiras, às 14 horas. A reunião do grupo de oração e récita do rosário acontece no mesmo dia, às 20h30



Depoimento Sônia Camargo, coordenadora Grupo de Oração Nossa Senhora Auxiliadora


     "Desde o telefonema do Padre Mauro em 2002, já quase 17 anos, dizia ele: Venha conversar comigo sobre começar um grupo de Oração na Paróquia São João Bosco.

     Na época já era frequentadora de Grupo de Oração, e já havia coordenado um grupo chamado "visitação" na igreja, Mãe do Salvador, conhecida por Cruz Torta.

     A coordenação foi por um curto período, mas muito importante para minha vida espiritual. 

     E assim, dia 21/10/2002 iniciamos o Grupo de Oração Nossa Senhora Auxiliadora, com meu "sim" para o padre Mauro e para Deus!

     Na época já nos reuníamos uma vez por semana em minha casa para lermos e partilharmos as escrituras.

     Então com uma pequena propaganda nos transferimos para a paróquia, sendo que no primeiro encontro éramos 14, no segundo 20 pessoas. 

     O grupo cresceu bastante na época, mas em quase 17 anos muitas pessoas, por motivos pessoais, mudança de bairro, novo emprego, idade avançada, etc., diminuíram a frequência, e reduziu a presença também!

     Por outro lado, durante esses anos presenciamos muitas conversões, curas, milagres, onde Jesus socorreu, aliviou, saciou, transformou várias pessoas do grupo, mas nossa riqueza maior são os bens que de Ti recebermos Senhor!

     As curas são muitas, intercedemos por netos, mãe, marido, filhos, e todo tipo de problemas que nos afligem!

     Como diz padre Fábio de Melo,  "somos o lugar onde Deus ressoa sem precisar inventar uma forma de crer em Deus, apenas acessar o tesouro da fé".

     "Quem Ama faz sempre comunidade, não fica nunca sozinho" Santa Tereza D´Ávila


Vida Espiritual

     Nasci numa família católica, frequentava missas e procissões desde muito cedo. 
 
     Casei, tive três filhos e sempre firme nos grupos de oração, no Santa Clara, Cruz Torta, Santa Cruz, cada um em tempo diferente.

     Tudo ia muito bem, mas em um período tive um câncer de mama. Fiz mastectomia completa com reconstrução. Vivi intensamente minha fé nesse triste período, e neste viver "encontrei" um Deus que muito me amou, que me curou.

     Dediquei minha vida espiritual a Ele com uma grande fé e dedicação

     Em 2010 , outro tumor na outra mama me acometeu, e novamente me uni a Deus com toda minha força. Jesus já havia me ensinado o caminho da cura e com muita oração e missa diária pude ver e reconhecer "a passagem do Senhor" em minha vida. 

     Percebi também que todos somos iniciantes na oração porque nosso relacionamento com Deus muda com o tempo e está em permanente renovação

     Como no Antigo e no Novo Testamente, as pessoas pediam a ajuda de Deus em algum momento de suas vidas, e foi exatamente o que fiz. Pedi sua ajuda para me curare Ele me curou. Fiz descobertas maravilhosas: gratidão, paz e alegria são meios de Deus se comunicar conosco.

     Em 2010, data do meu segundo câncer, eu me perguntava: como posso estar em paz em meio a uma situação tão triste? Claro que senti medo, chorei, mas Jesus foi curando a doença e me curando espiritualmente.

     "Senhor nossos corações ficam inquietos até acharem descanso em Ti!",  Santo Agostinho.

     Sinto uma alegria enorme sempre que estou ao lado de Deus, seja em oração ou adorando, ouvindo música.

     Aprendi e sinto totalmente que há alguém lá em cima que cuida de mim. É importante saber que em meio ao sofrimento a mão misericordiosa de Deus está presente.

     Jesus toma conta daqueles que passam por lágrimas e aflições. Como todo mundo, tenho muito que melhorar, mas aprendi que a fidelidade de Deus juntamente com minha fidelidade são escudo de proteção! Sou fiel a Deus!

     Agradecer é importante demais! Agradeço a Deus por ter me ensinado "o Caminho”, "a Verdade" e ter prolongado minha vida para louvá-lo e agradecê-lo por ser meu Deus. Nossa Senhora não falta nunca, e te espera para juntos rezarmos o terço!

Venha participar conosco toda segunda-feira, das 14 às 16h30. 

Deus nos chama!!!"
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home