Cardeal Scherer abre etapa regional do Sínodo Arquidiocesano

Na Lapa, a celebração de abertura da etapa regional foi presidida pelo Cardeal Odilo Scherer, com a participação do clero, religiosos e leigos convocados para essa fase

     O segundo ano do Sínodo Arquidiocesano de São Paulo foi aberto solenemente em 30 de março de 2019, nas seis regiões episcopais.

     Na Região Lapa, a celebração de abertura aconteceu pela manhã no salão paroquial da igreja-matriz da Paróquia Nossa Senhora da Lapa, e foi presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, com a participação de Dom José Benedito Cardoso, novo Bispo Auxiliar de São Paulo designado pelo Arcebispo como Vigário Episcopal da Região Lapa, e de clérigos, religiosos e leigos convocados para essa segunda etapa do Sínodo, que terá como foco os trabalhos nas regiões episcopais e vicariatos ambientais.

     “ Com fé, esperança e muito empenho, estamos percorrendo o caminho sinodal – caminho de comunhão, conversão e renovação missionária”, afirmou o Arcebispo, expressando, ainda que, com o Sínodo, “a Arquidiocese se coloca à escuta do Espírito Santo e faz uma tomada de consciência sobre si mesma e sua missão para se fortalecer na fé e no seu agir missionário”. 

Fonte: Jornal O São Paulo


O trabalho do Sínodo Arquidiocesano de São Paulo, em 2019, terá dois “eixos”: as assembleias sinodais das regiões episcopais e vicariatos ambientais e o prosseguimento do caminho sinodal nas paróquias com a realização das ações concretas indicadas pelo Arcebispo, Cardeal Odilo Pedro Scherer, na Carta Pastoral “Sínodo arquidiocesano de São Paulo, 2018-2020”




SEGUNDO ANO DO SÍNODO

     O Arcebispo Metropolitano  enfatizou que o Sínodo terá continuidade nas paróquias em 2019, seguindo o que está disposto na carta pastoral “Sínodo Arquidiocesano de São Paulo, 2018-2020 – caminho de comunhão, conversão e renovação missionária”, publicada este ano por Dom Odilo.

     Ele lembrou que os focos do Sínodo em 2019 serão os vicariatos ambientais (Comunicação; Povo da Rua; e da Educação e da Universidade) e as regiões episcopais, tendo como propósito primeiro a retomada do “ver” e “ouvir” a partir de tudo que já foi coletado na etapa paroquial. “Vamos aprofundar o ‘ver’ e ‘ouvir’, compreender estes dados, entender o que eles significam, o que Deus está a nos dizer por meio disso, o que o Espírito diz à Igreja em São Paulo em cada região episcopal”, detalhou Dom Odilo.

     O Arcebispo também lembrou que, ao fim desta etapa do Sínodo em 2019, as regiões episcopais deverão elaborar propostas para a fase seguinte, que será a assembleia arquidiocesana em 2020.

     Na conclusão da abertura solene do segundo ano do Sínodo na Região Episcopal Lapa, os coordenadores dos setores pastorais apresentaram sínteses da pesquisa de campo nas paróquias referentes a cada setor.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home