Homens da Bíblia: Áquila e Priscila: um casal exemplar

     Entre os vários cooperadores que o apóstolo Paulo teve durante seu ministério no Novo Testamento, encontramos um casal, Áquila e Priscila, que cooperou muito com a vontade de Deus. Eles estiveram presentes em vários momentos da vida e ministério do apóstolo Paulo e permaneceram fiéis ao Senhor até o fim.

     Eles foram mencionados pela primeira vez quando Paulo chegou a Corinto em sua segunda viagem ministerial (Atos 18, 2-3). Ele permaneceu ali um ano e seis meses ensinando a palavra de Deus. Através da convivência com o apóstolo, Áquila e Priscila receberam muita ajuda e ensinamentos sobre as verdades do Reino e a importância de seguir o Espírito.

     Eles viajaram com Paulo até a Síria e foram deixados por ele em Éfeso, talvez por perceber a importância daquela cidade na obra de expansão, tanto na Ásia como na Europa. Enquanto aguardavam o retorno de Paulo em sua terceira viagem, chegou a Éfeso um judeu chamado Apolo, homem eloquente e poderoso nas Escrituras: "Ele, pois, começou a falar ousadamente na sinagoga. Ouvindo-o, porém, Priscila e Áquila, tomaram-no consigo e, com mais exatidão, lhe expuseram o caminho de Deus" (v. 26). Isso mostra que Áquila e Priscila tiveram discernimento em relação à carência existente no ministério de Apolo e mostraram uma atitude adequada ao preparar tudo e encaminhá-lo para a Acaia.

     Desse casal aprendemos muitas lições. Uma delas é o acolhimento ao apóstolo e a cooperação com ele na obra de Deus. Ao acolher Paulo, eles arriscaram a própria vida. Sabiam que suas fraquezas e erros seriam expostos, porém esse era um preço que valia a pena pagar para se ter a benção do Senhor e o benefício espiritual de morar com o ungido do Senhor.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home