Dezembro de 2015 - Advento... Espera esperançosa!

     Meus irmãos, minhas irmãs... é tempo de Advento. Tempo de vinda, de chegada. Tempo de espera. Não de espera passiva, acomodada, como quem está sentado à beira do caminho... Isso não é espera... isso é falta de vida, de entusiasmo, de ardor.

     Nossa espera de Advento, pela vinda do Senhor Jesus, que vivendo entre nós, nos faz viver e esperar o Mistério de sua Encarnação, deve ser uma espera alegre, animada. Esperançosa!

     No primeiro domingo do Advento, Lucas (21, 25-36) nos diz que não devemos temer o fim dos tempos. Devemos estar atentos para fazer com que o nosso tempo humano, não deixe passar o tempo de Deus. É no tempo de Deus que devemos viver, comprometendo nossas vidas, sem medo, com amor.

     No segundo domingo, Lucas (3, 1-6) vem nos dizer que precisamos preparar os caminhos do Senhor pela conversão. João Batista nos manda endireitar, aterrar, rebaixar caminhos... para se poder ver o Senhor que passa e vem a nós. Nosso orgulho, nosso desamor, nossas intrigas sem sentido, nosso falar mal do outro... deve ser deixado de lado, para que o amor Dele seja o nosso jeito de ser, construindo caminhos de amor.

     O terceiro domingo nos apresenta Lucas (3, 10-18) mostrando o que é de fato a conversão. É mudança radical em nossas atitudes.  Quem continua a ser, viver sempre do mesmo jeito, não se converteu, não se torna diferente em e com Deus. João anuncia o Senhor que está chegando: é preciso estar atentos, pois Ele é o centro de tudo.

     No quarto domingo Lucas (1, 39-45) nos coloca no "colo de Maria"! E quem não quer esse colo? É um colo aconchegante, mas comprometedor. Quem está com Maria não se acomoda... Parte apressadamente para a região montanhosa à procura, pois o amor advinha e se direciona na busca de quem precisa de ajuda, de presença, do nosso servir.

     Que ao chegar o Natal - o dia do Nascimento - tenhamos o coração preparado, o espírito pronto para dizer: eu vivo a espera esperançosa, plena de amor entusiasmante. Só me resta abrir ainda mais um pouquinho o coração para que Ele entre e fique sempre comigo e com quem comigo caminha.


FELIZ NATAL!

Padre Assis Moser, sdb.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home