Julho de 2016 - Maria, filha de Joaquim e Ana

     Joaquim pertencia à tribo da Judeia. Aos vinte anos tomou por esposa Ana, filha de Isachar, de sua tribo, descendente de Davi. Desde o começo de seu matrimônio fizeram voto de que ofereceriam seu primogênito para ser criado no templo santo, mas após vinte anos a criança ainda não havia nascido. 

     Era ele um homem muito rico, que cumpria suas obrigações no templo com muita generosidade. Porém, chegado o Dia do Senhor, quando todos os filhos de Israel levavam suas ofertas ao templo, Joaquim foi impedido de participar por não ter filhos e Ana sentia-se indigna de se reunir com outras mulheres nas orações porque era estéril.

     Os dois clamavam intensamente ao Senhor para ter filhos, até que Deus escutou suas preces e enviou um anjo para comunicar que seriam pais de uma filha:"Ana, o Senhor escutou as tuas preces, conceberás e darás à luz uma filha e falar-se-á de tua primogênita por toda a Terra". 

     Daí nasceu Maria, mãe de Jesus Cristo de Nazaré. A fonte da história desse casal é encontrada no protoevangelho de Tiago. Escrito provavelmente no século II dC, supostamente por Tiago, irmão de Jesus, circulou durante séculos entre os cristãos e acabou sendo banido pela Igreja Católica, jamais fazendo parte do Novo Testamento.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home