Março de 2017 - Conversão! Desde sempre para sempre

     A conversão em nossa vida cristã não é para um dia, um momento. Todo tempo é tempo de conversão, de vida nova. A chegada da Quaresma nos desperta para viver a vida sempre em processo de transformação em Deus e para a vida de comunhão fraterna: conversão. A Quarta-Feira de Cinzas abre a Quaresma, abre a vida e o coração de cada um de nós: sermos de Deus para ser comunhão com os irmãos. 

     E assim adentramos nos Domingos do Tempo Quaresmal, nos 40 dias que nos preparam para vivermos a alegria Pascal. 

     O primeiro Domingo nos apresenta Jesus que, na preparação do anúncio do Reino, é tentado pelo diabo - aquele que divide (Mt 4,1-11). Mas, a força de Deus que é misericórdia e comunhão é mais forte do que qualquer força diabólica. E Ele vence as tentações. E está dizendo a cada um de nós: confiando na força de Deus você também pode vencer suas tentações e ser mais de Deus.

     Quem com Deus vence as tentações, por Ele é Transfigurado (2º Domingo, Mt 17,1-9). É visto como alguém que carrega Deus em si mesmo e deixa transparecer Deus agindo em seu ser. Numa vida transfigurada cada um é chamado a descer da montanha para ser testemunha profética do Amor que liberta e salva.

     A Samaritana pede água viva para poder viver a vida com dignidade (3º Domingo, Jo 4,5-42). Somente sentiu essa sede quando teve seu encontro com a pessoa de Jesus: nós somente seremos novos e diferentes quando tivermos nosso encontro íntimo e pessoal com Jesus. Aí também seremos suas testemunhas, pois quem o encontra, anuncia. Se não o anunciamos com ardor é porque ainda não o encontramos. Como estamos nisso?

     “Só sei que eu era cego e agora vejo... Ele abriu-me os olhos”! (4º Domingo, Jo 9,1-41). Mais uma vez torna-se claro: quem se encontra com Jesus e se deixa por ele tocar, abre os olhos para a vida nova, para o amor. E passa a segui-lo, testemunhando: “eu creio, Senhor”! - assim disse o cego de nascença que por Jesus foi curado. 

     Que nesse tempo da Quaresma possamos viver a conversão no encontro com Jesus. E que a conversão não seja um dia, mas todos os dias de nossa vida. Que a Páscoa venha... e nos encontre renovados, convertidos!

Padre Assis Moser, sdb.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home