Boa noite!           Quinta 14/12/2017     04:21
Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos: Nome Email

Catequese Bom Pastor sob a ótica dos pequeninos

     Em outubro de 2017 terá início novas turmas da Catequese Bom Pastor, na Paróquia São João Bosco, para crianças com idade entre 3 e 6 anos. Há algumas edições, o Em Família publicou matéria e depoimentos sobre esta ação que nasceu em Roma nos anos 50. No Brasil foi introduzida há cerca de 15 anos por Carmen Tieppo, coordenadora nacional da Catequese Bom Pastor. Paroquianas que participaram da formação para catequista juntamente com pessoas de todo o Brasil interessadas em introduzir a catequese em suas paróquias, cidades e estados brasileiros, falaram sobre suas experiências. E, nesta edição, o leitor terá a oportunidade de conhecer Catequese Bom Pastor sob a ótica dos próprios pequeninos. Mais informações na secretária da paróquia. 


     “O que mais gosto é aprender os Segredos, e o que mais gostei foi o da Ovelha Encontrada, legal porque Ele conhece cada uma e vai buscar. É muito bom saber que se alguém estiver perdido Jesus vai encontrar”, Nicolas, de 11 anos. 

     “São tantos Segredos! O do Tesouro foi o mais interessante. Quando eu ia à missa, eles liam uns trechinhos das parábolas e eu pensava o que é isso? Não entendia nada. Agora entendo e gosto muito mais de ir à missa. Sempre que chego, peço a Jesus saúde para toda a minha família e meus amigos, sempre peço muita coisa a Jesus, converso sempre com Ele, aqui gosto muito do cantinho da oração”, Eduardo, de 10 anos. 

     “Foi muito bom saber mais sobre Jesus! Eu já sabia sobre Ele, mas saber que Ele é o Bom Pastor, que nós somos suas Ovelhas foi muito importante, e amo trabalhar com os objetos do Batismo, eu ainda não fui batizada, eu vou escolher minha religião”, Camila, de 9 anos. 

     “Gosto muito daqui, podemos brincar e aprender muito de Jesus e das pessoas que vivem no céu. Gostei de saber do mistério de hoje quando o vinho mistura com a água e não dá mais para separar como Jesus com a gente. Eu já fiz para minha mãe o que aprendi aqui”, Laura, de 7 anos. 

     “Gosto muito de aprender mais sobre Jesus e de ver pessoas novas, o segredo que mais gostei foi o do pão e do fermento porque aprendi sobre o Reino dos Céus, o Bom Pastor quer a gente feliz. Eu vou à missa todo domingo. Para as crianças que vão conhecer quero dizer que sejam bem-vindas”, Maria Julia, 6 anos.

     “Estou adorando, gosto de fazer tudo, eu vou à missa e percebi que quando toca o sino da igreja, quase não tem ninguém lá dentro e isso me deixa triste. O que mais gostei foi o Segredo da Santa Ceia que o ‘bonequinho’ segura o Pão e o Vinho, e que eu posso mexer com os bonecos. Meus pais estão muito animados porque estou aprendendo tudo de Jesus. Quero muito ser batizada, já tenho padrinhos. Eu vi o batizado da minha sobrinha e quando colocou a água no cabelo eu achei incrível”, Ana Carolina, de 7 anos. 

     “Ele criou todos nós para a gente ser feliz! Ele gosta muito de nós. Morreu para nos salvar. O que mais gostei foi aprender sobre Jesus, o Bom Pastor, a Ovelha Encontrada e o Segredo do Fermento, levei para casa e falei para todos. Todas as crianças podem fazer a catequese, todas vão gostar muito de saber sobre Jesus e fazer as atividades porque é muito gostoso”, Isabela, de 7 anos. 

     “É bom saber que no batismo recebemos o sinal da cruz com o óleo para receber a força do Espírito Santo, e para espalhar a bondade de Jesus, fazendo coisas boas. Conhecer Jesus, o passado Dele e depois Dele também. Conhecer as histórias do Reino de Deus é muito legal. Depois que entrei na catequese gosto mais de ir à missa e sento na primeira fileira ou na segunda para dar aquela olhada nos gestos do padre, prestar atenção no que ele faz. O Segredo do Fermento é o Reino de Deus que está crescendo com a nossa presença. Aqui compartilhamos histórias”, Mateus, de 9 anos (segundo nível).

     “Aqui aprendemos coisas boas, muito importantes para nossas vidas. A ressurreição de Jesus é o melhor, desde pequena é o que mais gosto. Quando Ele morreu tudo estava escuro, havia medo, insegurança e quando Ele ressuscitou tudo ficou iluminado e com alegria, certeza que a vida venceu a morte”, Sofia, de 10 anos (terceiro nível).

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home