Março de 2018 - Apóstolo Tiago: o primeiro a beber do cálice de Cristo

     Tiago era irmão de João, filho de Zebedeu e pertencia ao grupo dos apóstolos mais próximos de Jesus, junto com Pedro e João. Ele esteve presente em vários acontecimentos importantes da vida de Cristo, como a cura da sogra de Pedro, a ressurreição da filha de Jairo, a transfiguração do Senhor e a sua agonia no Monte das Oliveiras. Em todas as listas dos apóstolos aparece entre os três primeiros, ficando evidente a sua importância nas primeiras comunidades cristãs.

     Nas Escrituras, Tiago aparece sempre junto ao seu irmão João. Era pescador e Jesus o chamou para ser pescador de homens. Ele prontamente aceitou, deixou tudo para trás e seguiu Jesus. Era um galileu tipicamente impulsivo e tempestivo, o que fez com que junto a seu irmão João fosse apelidado de Boanerges, “Filho do Trovão” (Mc 3,17). A única vez em que aparece separado de João é no momento de seu martírio (At 12, 1-2). Tiago morreu pela espada, a mando do rei Herodes. 

     Tiago foi o primeiro apóstolo mártir, um homem corajoso e perdoador. Amou tanto a Cristo que esteve disposto a ganhar a coroa do martírio, vencendo a covardia e o ódio dos seus perseguidores com coragem, amor e perdão. Humilde, ele não era invejoso ou ciumento. Da mesma forma que André viveu à sombra de Pedro, Tiago viveu à sombra de João. Não deve ter sido fácil viver à sombra de um irmão famoso, conhecido como o “discípulo amado do Senhor”. A humildade e o fato de assumir o seu papel na missão que Cristo tinha para ele, fez com que saísse triunfante e tivesse um papel fundamental na fundação das primeiras comunidades cristãs. Tiago era um homem de fé extraordinária.

     Apesar de sua vida ter sido curta se comparada à do seu irmão João que viveu quase cem anos, teve o mesmo destino dele: beber o cálice do martírio de Jesus. Tiago não teve medo de anunciar a Cristo e sofrer as consequências, mesmo que isso custasse sua própria vida.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home