Bom dia!           Domingo 23/09/2018     07:28

Dom Bosco: Pai e Mestre da Juventude

     Na linguagem familiar salesiana, estes dois títulos – Pai e Mestre da Juventude – foram atribuídos quase espontaneamente a Dom Bosco, antes ainda da aprovação pontifícia da Sociedade de São Francisco de Sales (19 de fevereiro de 1869). São considerados justos sinais de reconhecimento e afeto por aquilo que ele realizava no plano humano, cultural e espiritual em favor dos jovens.

     Chamado por Deus a fazer uma escolha apostólica específica e iluminado por um dom particular de graça do Espírito Santo, Dom Bosco empreendeu o exercício de um ministério educativo-pastoral, no qual derramou sua plena dedicação de inteligência e de coração a serviço dos jovens.


Opção pelos jovens

     Numerosas e significativas são as expressões com as quais Dom Bosco procurou manifestar sua solicitude e seu desejo de trabalhar pela juventude, considerada “a porção mais delicada e preciosa da sociedade humana”. Algumas dessas expressões foram assumidas no texto das Constituições Salesianas, renovadas após o Concílio Vaticano II.


     “Em todo jovem, mesmo 
     no mais infeliz, há um ponto acessível ao bem e
     a primeira obrigação do educador é a de buscar 
     este ponto, esta corda sensível do coração e
     tirar bom proveito”.

     Dom Bosco,  Consagrado Pai e Mestre da Juventude
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home