Bom dia!           Domingo 23/09/2018     07:29

Abertura oficial do Sínodo Arquidiocesano reúne mais de 2 mil pessoas

     “Povo de Deus, Igreja do Senhor, caminhemos sempre unidos, num só coração. Quanta alegria! Que bênção tão grande: o Evangelho de Jesus anunciar!”. O refrão do hino do Sínodo Arquidiocesano de São Paulo foi cantado dezenas de vezes por mais de 2 mil pessoas que participaram da celebração de abertura na tarde de 24 de fevereiro de 2018, no Centro de Eventos São Luís. O evento reuniu bispos, sacerdotes, religiosos, religiosas, membros de pastorais, comunidades e representantes das mais de 300 paróquias da Arquidiocese. Fiéis da Igreja Católica participaram com entusiasmo da celebração preparada especialmente para a ocasião e presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo. 

     O Sínodo foi anunciado e convocado pelo Cardeal na Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, no dia 15 de junho de 2017.  Na ocasião, entre as razões que o levaram a convocar o Sínodo, Dom Odilo afirmou que percebe a necessidade premente de renovar a evangelização e a vida pastoral na Arquidiocese. “A mudança de época em curso na sociedade e na cultura também atinge fortemente a vida eclesial e seus efeitos aparecem numa persistente crise de fé religiosa, na adesão sempre menor à vida eclesial e no progressivo abandono da Igreja e até da fé cristã. Não é sem motivo que a Igreja vem nos conclamando para uma nova evangelização, a renovação da consciência eclesial e a consistente ação missionária. Faz-se urgente retomar a vida cristã genuína e a prática coerente da fé e da moral cristã”, insistiu o Arcebispo, no documento oficial da convocação.

     Um vídeo institucional foi preparado especialmente para a ocasião. O conteúdo contemplou a história de São Paulo, da Arquidiocese e a apresentação da realidade eclesial na capital paulista, com o número de congregações religiosas e as pastorais que tiveram início na Arquidiocese. Após a acolhida da cruz, da entronização do banner e do cartaz do Sínodo, todos cantaram para invocar o Espírito Santo e acolher a Palavra de Deus que seria, em seguida, proclamada. “Sem a ação do Espírito Santo, o fruto do Sínodo seria morto”, afirmou o Cardeal Scherer, que, na homilia, falou sobre o caminho feito pelos discípulos de Emaús.  



É nas paróquias e comunidades, nas diferentes pastorais, movimentos e organizações eclesiais que o Sínodo acontece, com a participação ativa e interessada dos fiéis e de todos os que forem, durante o caminho, convidados a inserir-se na vida e na missão da Igreja
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home