Vaticano celebra canonização de Paulo VI com nova moeda


     O papa Paulo VI foi proclamado santo em 14 de outubro de 2018, em cerimônia presidida por papa Francisco na Praça São Pedro. É a primeira vez que o Escritório Filatélico e Numismático do Estado do Vaticano emite uma moeda cunhada em prata, com relevo em ouro, no valor de 5 euros.

     O modelo da moeda celebrativa é assinado pelo escultor Patrizio Daniele, com incisão de Silvia Petrassi. A tiragem é de 1500 exemplares. A moeda emitida pelo Vaticano, cunhada pela Itália, custa 75 euros, e os detalhes para adquiri-la estão no site do escritório vaticano (www.vaticanstate.va).
 

Pontificado

     Paulo VI nasceu em Concesio, Bréscia no norte da Itália em 26 de setembro de 1897 e foi eleito Papa em 21 de junho de 1963, durante o período do Concílio Vaticano II ao qual deu sequência com maestria e ajudou que a Igreja o compreendesse e acolhesse nos anos seguintes.

     Teve uma extensa produção formativa para a Igreja, doze exortações, sete encíclicas e dezenas de outros documentos e cartas apostólicas. 


Herança pastoral

     Atualmente sua herança pastoral é muito importante. Vive-se um momento eclesial ao qual se deve muito a esse Papa, incluindo sua ênfase sobre a misericórdia, que já foi tema do recente Ano Santo de 2016.

     Papa Francisco não esconde que Paulo VI é um de seus inspiradores. Mas além de palavras, contam os fatos. Por isso, a Igreja em saída, a Igreja sinodal, ou seja, o caminhar juntos, a Igreja que vive os sinais dos tempos sem falsos otimismos, mas sem se fechar em si mesma, mais companheira de viagem do que fria protetora, esta Igreja que respiramos hoje tem muito de Paulo VI. 
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home