Boa tarde!           Quarta 20/06/2018     16:01
Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos: Nome Email

Junho de 2018 - Paulo e Pedro: dois pilares do cristianismo

Pedro encontrou Jesus no mar da Galiléia, o seguiu nos dias da sua pregação e foi o primeiro a confessar que Jesus é o Cristo, o Filho do Deus vivo. Paulo não conheceu Jesus segundo a carne, mas teve uma experiência que transformou o curso de sua vida ao encontrar o Ressuscitado na estrada de Damasco, pregou o Evangelho incansavelmente e fundou igrejas nas principais cidades do Império Romano


     Dia 29 de junho de 2018 é festa dos apóstolos Paulo e Pedro, dois grandes pilares do cristianismo. Tempo propício para refletir sobre o legado espiritual-profético desses notáveis discípulos de Jesus. Os dois se identificaram com o projeto do Evangelho e se doaram no seu seguimento, orientados pela boa notícia aos pobres. Terminaram martirizados, segundo a tradição da igreja.

Segundo Atos dos Apóstolos, o apóstolo Pedro foi quem fez o primeiro discurso após o primeiro Pentecostes (At 2,1-13), um anúncio profético e corajoso, no qual  ele denuncia de forma altaneira: “Vocês autoridades mataram Jesus, mas Deus o ressuscitou!” Pedro teve a grandeza de sair de Jerusalém – a igreja mãe – e conviver com comunidades consideradas impuras, heréticas, no meio dos excluídos (At 9,32-43). A convivência com os pobres se tornou a base do processo de conversão de Pedro, que o habilitou a experimentar o Espírito do Deus da vida atuando no meio dos gentios, tal como acontecia entre os cristãos.

     O discurso do apóstolo Paulo aos presbíteros, narrado em At 20,17-38 não foi teórico, abstrato, moralista e nem desligado dos problemas principais da vida. Paulo sabe da realidade da vida das primeiras comunidades cristãs; está em profunda conexão com os desafios de ser cristão em tempos de tribulação; quer gerar luz e força para as comunidades.

     É o único discurso de Paulo no livro dos Atos dirigido aos cristãos, especificamente aos presbíteros, ou seja, aos anciãos (= coordenadores das comunidades). Todos os demais discursos de Paulo em Atos possuem como destinatário pessoas e grupos que estão fora da comunidade cristã. No entanto, as cartas paulinas são dirigidas aos cristãos, mas esta mensagem se dirige somente aos presbíteros. 

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home